DiaCancroOvario2

Dia Mundial do Cancro do Ovário

Diversos parceiros lançam campanha «saBeR mais ContA», esta quarta-feira, 8 de maio, lembrando que existe predisposição genética para cancro do ovário.

«saBeR mais ContA» é como se designa a campanha que a Evita – Associação de Apoio a Portadores de Alterações nos Genes Relacionados com Cancro Hereditário, a Liga Portuguesa Contra o Cancro, as Sociedades Portuguesas de Genética Humana, Ginecologia, Senologia e Oncologia e a AstraZeneca lançam esta quarta-feira, 8 de maio, Dia Mundial do Cancro do Ovário.

O mote da campanha alerta para a necessidade de as mulheres estarem atentas à sua história familiar, uma vez que a predisposição genética é um fator de risco para o desenvolvimento de cancro do ovário.

No período entre 1997 e 2016, de acordo com a publicação 20 Anos de Registo Oncológico nos Açores (1997-2016), surgiram 283 novos casos de cancro no ovário, numa taxa de 10,5 por mil habitantes, uma média anual de 14,2 casos.

No mesmo período, foram registados 19.230 novos casos de cancro, nos Açores, dos quais 11.367 nos homens (59% do total) e 7.863 nas mulheres (41%), dando origem a uma média de 962 novos casos por ano. Os cancros mais frequentes nos homens são os da próstata e do pulmão e, nas mulheres, os cancros da mama e do cólon e reto.

Se tiver alguma dúvida ou sintoma sugestivo da presença de cancro do ovário, marque consulta com o seu médico.

O primeiro Dia Mundial do Cancro do Ovário decorreu em 2013, por iniciativa da Coligação Mundial do Cancro do Ovário (World Ovarian Cancer Coalition), com o objetivo de alertar para a doença e juntar as muitas vozes solidárias. A campanha é feita sob a hastag #ovariancancerday.

De todos os cancros femininos, o cancro do ovário é o que apresenta menor taxa de sobrevivência. A maior parte é diagnosticada em estádio avançado, dificultando o tratamento. Não existe nenhum teste de deteção precoce e os sintomas são, muitas vezes, confundidos com outras queixas, sobretudo, gastrointestinais.

Para saber mais, consulte: