BannerHigieneMaos

Dia Mundial da Higiene das Mãos

Este domingo, 5 de maio, alertamos para a prevenção da transmissão da infeção. Conheça 15 factos essenciais sobre a higiene das mãos.

Comemora-se este domingo, 5 de maio, o Dia Mundial da Higiene das Mãos, que a Organização Mundial da Saúde (OMS) dedica ao tema «Cuidados Seguros para TODOS – Está nas Tuas MÃOS».

A comemoração pretende consciencializar os profissionais de saúde e a população em geral sobre a importância da higiene das mãos, bem como informar sobre as restantes precauções básicas de controlo de infeção (PBCI), no âmbito da prevenção e do controlo das infeções e das resistências aos antimicrobianos.

Sabia que?

  1. A higienização das mãos é identificada mundialmente como uma medida básica, fundamental e eficaz na prevenção e no controlo da disseminação dos agentes infeciosos.
  2. As mãos são um meio importante de transmissão de microrganismos causadores de problemas de saúde, como diarreia, constipações, conjuntivites, gripe, entre outros.
  3. Há uma facilidade de transmissão/disseminação de microrganismos de uma pessoa para outra através de um simples aperto de mão.
  4. Basta o contacto das mãos conspurcadas com a nossa boca, nariz ou uma ferida para facultar a entrada de agentes infeciosos no interior do nosso organismo e potenciar o risco de desenvolvermos, depois, um quadro de doença.
  5. Lavar as mãos promove a eliminação dos microrganismos que estão alojados nas nossas mãos e que poderão ter sido adquiridos aquando do nosso contacto com o meio que nos rodeia (casa, escola, jardim, animais, comida…).
  6. A lavagem das mãos só com água ou água fria elimina apenas a sujidade visível. É necessário utilizar água corrente (se possível morna) e sabão para assegurarmos a remoção da gordura que segura os microrganismos à superfície das nossas mãos.
  7. Devemos lavar minuciosamente todas as superfícies de cada mão (a palma, o dorso, o polegar e entre os dedos), incluindo os punhos e debaixo das unhas, esfregando rotativamente para frente e para trás as extremidades dos dedos na palma da mão. É recomendado que o procedimento tenha uma duração total de 40 a 60 segundos.
  8. Lembre-se de lavar separadamente os anéis e pulseiras com água e sabão.
  9. O momento em que lavamos as mãos é tão importante como o modo de o fazer. A frequência com que higienizamos as mãos estará dependente da nossa atividade.
  10. Não descure a importância de lavar as mãos após o contacto com superfícies de uso público, como corrimãos, transportes públicos ou dinheiro.
  11. As mãos devem ser lavadas sempre que estejam visivelmente sujas, antes e após a preparação de refeições/alimentos, em especial no contacto com carne crua.
  12. As mãos devem ser lavadas antes de colocar ou retirar lentes de contacto, depois de tossir, espirrar ou limpar o nariz, de usar a casa de banho, de mudar uma fralda, de lidar com animais, de manipular lixo.
  13. As mãos devem ser lavadas antes e após tratar um corte ou ferida e o contacto com pessoas doentes, bem como ao sair de hospitais e centros de saúde.
  14. Os adultos, através do seu exemplo, têm um papel importante na sensibilização das crianças relativamente aos benefícios e à importância da correta lavagem das mãos. Devemos encorajá-las a lavar as mãos na altura certa, pois promoverá a consolidação deste hábito ao longo da vida.
  15. Lavar as mãos é uma atitude simples, rápida e eficiente para ajudar a reduzir a transmissão da infeção e proteger-se a si e aos que o rodeiam. Faça da higienização das mãos, também, um hábito de vida!


Consulte: