SemanaVacina2019

Semana Europeia da Vacinação

Nesta comemoração, que se prolonga até 30 de abril, recomendamos: seja um herói, vacine-se e vacine os seus filhos. Só assim poderemos eliminar doenças altamente contagiosas.

Inicia-se esta quarta-feira, 24 de abril, a Semana Europeia da Vacinação. Até 30 de abril, serão celebrados os heróis da vacinação, como os profissionais de saúde e os pais, e desenvolvidas ações de informação sobre as vacinas e as doenças que elas previnem.

A Região Europeia da Organização Mundial da Saúde (OMS) enfatiza a necessidade de compromisso individual e colaboração internacional, acrescentando que as doenças contagiosas não respeitam as fronteiras nacionais, pelo que os esforços para as controlar também não podem parar nestes limites.

A iniciativa pretende evidenciar os ganhos em saúde adquiridos pela imunidade de grupo , mas também promover a consciência de tornar esta ambição numa realidade efetiva.

Depois do feito atingido em 2015, de obtenção do estatuto de eliminação do sarampo e da rubéola em Portugal, verificou-se que o sarampo, doença altamente contagiosa, regressou à Europa em 2018, causando 83 mil infeções e 74 mortes e mais de 34 mil infeções nos primeiros dois meses de 2019.

O vírus do sarampo é pois considerado extremamente contagioso e o seu súbito reaparecimento é um alerta para a importância  de se aumentar as taxas de cobertura vacinal até se atingir a imunidade de grupo, impedindo desta forma a circulação de agentes patogénicos na comunidade.

O Plano de Ação Global de Vacinas da OMS pretende eliminar, até 2020, algumas doenças preveníeis por meio da vacinação, como por exemplo a poliomielite,  dependendo para tal de uma taxa de cobertura vacinal de, pelo menos, 95% todos os anos.


Quais são as vacinas abrangidas pelo Programa Regional de Vacinação (PRV)?

O PRV 2017 recomenda o seguinte esquema para a vacinação:

Nascimento

  • Hepatite B – VHB 1

Aos 2 meses

  • Hepatite B – VHB 2
  • Haemophilus influenzae b – Hib 1
  • Difteria – Tétano – Tosse Convulsa (a) – DTPa 2
  • Poliomielite – VIP 1
  • Streptococcus pneumoniae – Pn13 1

Aos 4 meses

  • Haemophilus influenzae b – Hib 2
  • Difteria – Tétano – Tosse Convulsa (a) – DTPa 2
  • Poliomielite – VIP 2
  • Streptococcus pneumoniae – Pn13 2

Aos 6 meses

  • Hepatite B – VHB 3
  • Haemophilus influenzae b – Hib 3
  • Difteria – Tétano – Tosse Convulsa – DTPa 3
  • Poliomielite – VIP 3

Aos 12 meses

  • Streptococcus pneumoniae – Pn13 3
  • Neisseria meningididis C – MenC 1
  • Sarampo – Parotidite epidémica – Rubéola – VASPR 1

Aos 18 meses

  • Haemophilus influenzae b – Hib 4
  • Difteria – Tétano – Tosse Convulsa – DTPa 4
  • Poliomielite – VIP 4

Aos 5 anos

  • Difteria – Tétano – Tosse Convulsa – DTPa 5
  • Poliomielite – VIP 5
  • Sarampo – Parotidite epidémica – Rubéola – VASPR 2

Aos 10 anos

  • Difteria – Tétano (em doses reduzidas) – Td 6
  • Vírus do Papiloma Humano – HPV9 (aplicável apenas a raparigas, com o esquema 0, 6 meses)

Aos 25 anos

  • Difteria – Tétano (em doses reduzidas) – Td 7

Aos 45 anos

  • Difteria – Tétano (em doses reduzidas) – Td 8

Aos 65 anos

  • Difteria – Tétano (em doses reduzidas) – Td 9

10/10 anos

  • Difteria – Tétano (em doses reduzidas) – Td 10

A partir dos 65 anos, anualmente:

  • Vírus da Gripe – Vg

Notas:

  • As grávidas recebem um reforço da vacina contra  o tétano, difteria e tosse convulsa, em doses reduzidas (Tdpa), em cada gravidez.

Programa Regional de Vacinação 2017

Como posso vacinar o meu filho?

Procure informação atualizada junto do seu médico ou enfermeiro de família. Estes profissionais estarão ao seu dispor para lhe esclarecer todas as dúvidas referentes à vacinação e agir em conformidade com as orientações nacionais/regionais para a área da vacinação.

As vacinas que constam do Programa Regional de Vacinação poderão ser administradas às crianças aquando da realização das consultas de vigilância de saúde. Caso a criança não tenha consulta agendada, terá de efetuar um pré-agendamento específico para a vacinação.

Como é que me posso vacinar?

A vacinação de adultos é realizada no normal horário de atendimento das respetivas esquipas de saúde, mediante pré-marcação, ou no próprio momento da solicitação, caso haja disponibilidade para tal.

Como é que posso tomar uma vacina adquirida na farmácia?

Deve agendar com o seu enfermeiro de família, mediante prescrição médica.

Consulte:

OMS – Europeia > Semana Europeia da Vacinação (inglês, francês, alemão e russo)