Artrite Reumatoide

Dia Nacional da Artrite Reumatoide

Dedicada à artrite reumatoide, a data de 5 de abril sensibiliza para esta doença inflamatória crónica, que limita os gestos diários e causa incapacidade funcional.

Assinala-se esta sexta-feira, dia 5 de abril, o Dia Nacional do Doente com Artrite Reumatoide, data comemorativa instituída pelo Ministério da Saúde, em 1999.

Em Portugal, existem cerca de 40 mil doentes diagnosticados com esta doença inflamatória crónica, que pode limitar os gestos diários, como abrir uma porta, agarrar uma caneta ou calçar sapatos.

De etiologia desconhecida, a artrite reumatoide apresenta, como manifestação predominante, o envolvimento repetido e habitualmente crónico das estruturas articulares e periarticulares. Pode, contudo, afetar o tecido conjuntivo em qualquer parte do organismo e originar as mais variadas manifestações sistémicas.

O diagnóstico precoce é fundamental para a redução do impacto da doença. Quando diagnosticada nos primeiros três a seis meses do seu curso clínico e tratada corretamente, a artrite reumatoide poderá ser menos grave, atenuando a incapacidade funcional e melhorando a qualidade de vida.

O principal sintoma é a inflamação das articulações. Além disso, podem aparecer nódulos duros nos cotovelos, na zona dorsal dos dedos das mãos e dos pés e nos órgãos internos. Com o tempo, a deterioração progressiva das articulações pode levar a deformidades.

Quando não tratada precoce e corretamente, a artrite reumatoide acarreta, em geral, graves consequências para os doentes, traduzidas em incapacidade funcional e para o trabalho. Tem elevada comorbilidade e mortalidade acrescida em relação à população em geral.

Em geral, a artrite reumatoide afeta mais as mulheres (quatro mulheres para um homem), adultos jovens e mulheres pós-menopáusicas.

Como fatores de proteção surgem a gravidez, o uso de contracetivos orais e a ingestão moderada de álcool.

Visite:

Associação Nacional de Doentes com Artrite Reumatoide (ANDAR) – http://www.andar-reuma.pt