escabiose - IMAGEM FB - Cópia

Parasitoses Cutâneas – Escabiose

A Escabiose, vulgarmente conhecida por “sarna”, é considerada uma parasitose cutânea: é uma doença da pele provocada pela deposição de um parasita – um ácaro, no tecido subcutâneo. É caracterizada por sinais e sintomas como: erupção cutânea e prurido intenso (comichão) que se pode agravar nos períodos noturnos. É uma doença transmissível através de contactos diretos e frequentes entre as pessoas que são portadoras do ácaro, especialmente se partilham roupa íntima, lençóis ou toalhas de banho, sem os devidos cuidados de higiene. É uma doença de tratamento fácil e que, se realizado da forma indicada, deverá regredir e desaparecer no prazo de 15 dias.

Entre os cuidados preventivos, releva-se a importância da higienização dos espaços, do vestuário e de uma higiene corporal adequada, nomeadamente pela correta e oportuna lavagem das mãos, especialmente nas crianças.

Ao manifestar sinais e sintomas compatíveis com o quadro clínico da doença deverá consultar o seu médico para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento. Nessa altura, deve evitar permanecer em espaços públicos, e ter em conta de que o tratamento deve ser feito, em simultâneo, a todos os membros da família e pessoas que convivam com o doente, mesmo que não tenham sintomas.

O tratamento, para além da aplicação tópica de uma loção, inclui medidas de higiene rigorosas quanto ao vestuário, roupa de cama e higiene da casa, durante o período indicado. É importante que siga, com rigor, as indicações de tratamento dos profissionais de saúde.

As escolas devem, também, ser informadas do diagnóstico confirmado, para levarem a cabo as respetivas medidas de prevenção de contágio.